• Direito Inovador

Pedir indisponibilização de uma URL faz sentido?

Você se depara com uma foto na Internet com a sua cara, fazendo algo que você sabe que não fez.


Pode ser você em uma cena sexual, ou em companhia de um conhecido bandido...


Uma montagem criminosa!


Claramente alguém está querendo te prejudicar! Você precisa tomar uma atitude rápida.


Para se defender, você então contrata um advogado para solicitar a imediata indisponibilização da URL que leva para esse conteúdo.


Será que, mesmo que o juiz atenda à sua solicitação, seu problema estará resolvido?


Muitas pessoas confundem o que é uma URL e o que é um conteúdo.


Uma URL é meramente um caminho que leva ao conteúdo ilícito.


Na Internet, podem existir infinitos caminhos que levem ao mesmo conteúdo.


A URL que você identificou é apenas um deles...


Mesmo que ela deixe de funcionar, o conteúdo continuará sendo acessado por outras URL...


Para uma ação efetiva que traga o resultado esperado, é preciso saber qual a função de cada coisa no funcionamento da Internet.


É necessário existir um foco preciso na ação. O seu problema é com o conteúdo, e não com a URL.


A URL que você identificou servirá para auxiliar no trabalho de individualização do conteúdo ilícito, e apenas isso.


Combater a URL é perder o foco no resultado que você realmente quer: a remoção do conteúdo ilícito.


Muito tempo e dinheiro são perdidos todos os dias por pessoas que não entendem o funcionamento da Internet e montam estratégias que não focam no que trará o resultado desejado.


O conteúdo ilícito, seu real problema, está hospedado na nuvem do provedor de aplicação, e é independente de qualquer URL que possa levar até ele.


É necessário atacar o conteúdo.


E para isso ser feito de forma efetiva, é preciso diferenciar um conteúdo de um arquivo.


Conteúdo e arquivo não são sinônimos!


O mesmo conteúdo pode estar salvo em diversos arquivos.


Assim como acontece no seu computador quando você clica em "Salvar como..."


Ou quando você faz download duas vezes do mesmo arquivo da Internet, e seu computador cria uma cópia no segundo download.


Não adianta apenas combater o arquivo que está sendo acessado pela URL identificada.


Especialmente em redes sociais…


Quando um usuário faz uma nova publicação ao invés de clicar em compartilhar, ele cria um novo arquivo na nuvem do provedor de aplicação.


Combater apenas a publicação encontrada na primeira URL deixará a segunda publicação ainda disponível.


Isso quando são apenas duas publicações…


Sabemos de campanhas difamatórias que utilizam robôs para realizar milhares de publicações…


Você não será páreo para esse rede de robôs se não entender como a Internet funciona.


Ou se não contratar um advogado que saiba…


No curso "Manual completo de indisponibilização de dados na Internet" ensinamos tudo que você precisa saber para fazer seus direitos serem respeitados.


É preciso entender não só como funciona a Internet como também a legislação brasileira que versa sobre ela.


O Marco Civil da Internet do Brasil é jovem, e poucos advogados o conhecem de verdade.


Com o mundo cada vez mais digital, todos os dias mais e mais ações relacionadas ao Direito Digital são demandadas.


Ainda mais com a pandemia…


Os processos de digitalização da vida foram acelerados.


As relações entre pessoas, e as disputas que naturalmente emergem entre elas, ocorrerão a cada dia mais frequentemente no mundo digital.


Quem não souber atuar com Direito Digital ficará para trás.


Esteja preparado para atuar no novo normal do mundo digital. Em breve lançaremos o "Manual completo para retirada de conteúdos da Internet".







  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram

ADC concursos LTDA | CNPJ: 07.603.209/0001-99